Este é um momento para cuidarmos um do outro, para estarmos com a família e aquietarmos a mente. Para viajar, nem sempre precisamos sair de casa. No projeto Viaje Sem Sair de Casa, reunimos conteúdos superbacanas para você aproveitar com a família. Que tal conhecer o que cada destino tem de mais interessante? Da gastronomia a dicas de filmes e livros – tudo o que você precisa pra curtir um pedacinho do mundo na sua própria casa e conhecer outros lugares sob novas perspectivas. Boa viagem!
 

Do vapor, a Consistência Perfeita
Não há maneira mais simples de se descrever o cuscuz marroquino. É um prato à base de bolinhas de semolina (farinha de trigo duro), que, expostas ao vapor d’água, incham e ganham uma textura leve e delicada. O sabor vem do guisado que se serve sobre o cuscuz. Pode ser de legumes, de carne ou dos dois. O cuscuz foi criado séculos atrás pelos berberes, povo nômade do atual Marrocos, e de lá ganhou o mundo. Primeiro, o prato chegou ao Oriente Médio, levado pelos muçulmanos na época da conquista do norte da África, por volta do século 10. Mais tarde, seria apresentado à Europa. O cuscuz hoje figura entre os três pratos mais adorados pelos franceses.

Cuscuz com Cordeiro e Vegetais
Chef Rachid Agouray – La Mamounia – Restaurante Le Marocain

Ingredientes (4 porções)
– 500g de cordeiro                      – 200g de repolho branco                  – Pimenta
– 400g de semolina                     – 150g de abóbora                              – Gengibre
– 250g de cenoura                       – 300g de tomate                                – Açafrão
– 200g de nabo                            – 200g de cebola                                 – Páprica
– 200g de pimentão vermelho   – 100g de passas e grãos-de-bico     – Óleo
– 200g de abobrinha                   – Salsinha e coentro                            – Azeite de Oliva
– 200g de berinjela                      – Sal

Prepare Assim:

1.
 Na parte inferior de uma cuscuzeira, cozinhe em fogo brando as cebolas e a carne com o óleo e os condimentos por 15 minutos. Depois, acrescente 1,5 litro de água.

2. Coloque a semolina numa tigela grande e borrife com água. Deixe o cuscuz absorver o líquido e então regue com um pouco de óleo. Coloque todo o cuscuz na parte da cuscuzeira por onde passa o vapor. Não deixe o vapor escapar.

3. Após 20 minutos de fervura, acrescente as cenouras e os nabos na parte inferior da cuscuzeira para cozinhar em fogo brando por 5 minutos. Enquanto isso, ponha de novo a semolina na tigela e repita o processo do passo dois desta receita. Acrescente o resto dos vegetais, a salsinha e o coentro antes de cobrir de novo com a semolina o cesto por onde passa o vapor. Deixe cozinhar em fogo brando por mais 20 minutos.

4. Repita os passos dois e três desta receita com a semolina. Ao mesmo tempo, remova cuidadosamente os vegetais da parte inferior da cuscuzeira e deixe o caldo e o cuscuz no cesto por onde passa o vapor por 15 minutos.

Coloque o cuscuz no prato e os pedaços de carne e vegetais ao redor. Regue com o caldo de vegetais e salpique com grãos-de-bico e passas. O molho, com o caldo de vegetais e as pimentas, é servido à parte.

Fonte: Teresa Perez