Se você pretende fazer um Safári, a África do Sul é o destino perfeito para isso. É um país situado na extremidade sul do continente africano, que dispõe de vários ecossistemas diferentes.

O Parque Nacional Kruger, por exemplo, fica a 5 horas de distância do aeroporto de Joanesburgo, é considerado um dos melhores parques para safáris do mundo. É a casa de animais fantásticos como: Rinocerontes, girafas, elefantes, búfalos, leopardos, hipopótamos, zebras e pássaros das mais diversas espécies. Contém aproximadamente 147 espécies de mamíferos, mais 500 espécies de pássaros, 114 de répteis, 34 de anfíbios, 49 de peixes e 227 de borboletas que vivem cercados por uma incrível fauna.

Você já se imaginou em um passeio em meio a esta diversidade, podendo estar frente a frente com os animais selvagens da África? Uma experiência ímpar para viver antes de morrer.


Mas como realmente funciona esse passeio?

O passeio é realizado por especialistas que conhecem a savana como ninguém. Um deles é o chamado Ranger, que fica responsável pela condução do jipe, e por compartilhar com os viajantes curiosidades e hábitos de cada animal. O outro é chamado Tracker, responsável por localizar os animais, que através das pegadas consegue verificar a quanto tempo o animal esteve por ali, ou até mesmo com um olhar de águia  avistar os animais camuflados durante o percurso, apontando assim para o Ranger parar o veículo e compartilhar seus conhecimentos com quem estiver participando do passeio em meio a savana.

Qual o melhor período para um safári?

O período indicado para aproveitar um safári é ir durante o inverno, melhor época para visualizar os animais, porém, é possível ir em qualquer período do ano, e ficar no mínimo três dias, com uma rotina regrada, mas ao mesmo tempo superdivertida e proveitosa.

E qual a rotina?

O dia começa cedo, indo de encontro com os Rangers para um café da manhã, onde será conversado sobre o roteiro do dia, envolvendo quais animais serão rastreados e a situação climática. Durante essas horas de passeio se sentir fome, os responsáveis pelo passeio param e servem um lanche. Se está pensando em viajar com as crianças, terá uma programação especial para elas, com muita brincadeira e aprendizado sobre a vida selvagem, com os próprios Rangers.

O passeio é dividido em dois horários, um é feito pela manhã, por volta das 5h30, tendo parada para almoçar,  e a outra saída para o safári é feita no final da tarde, por volta das 16h, durando em média de três a quatro horas cada passeio.


Para fechar com chave de ouro esses dias de safári, é feito um jantar especial, chamado Boma Dinner, onde é servido um típico churrasco africano sob o céu estrelado da savana em um lugar rústico, preparado especialmente para esse encerramento. Uma experiência inigualável, neste momento todos compartilham as experiências uns com os outros sobre os animais avistados e emoções vividas durante o passeio diante de uma fogueira.


Sobre a hospedagem, onde ficar?

A hospedagem pode ser feita no parque mesmo, onde possui alojamentos, ou nas redondezas, caso o preço que o parque ofereça por diária não esteja dentro do seu orçamento. 

Como se preparar para um safári?

Sua roupa é importantíssima quando se trata de preparo para um safári, pois algumas cores são chamativas e pode espantar os bichinhos durante o passeio. O ideal são roupas de cor clara, como cor caqui ou até um verde, mas não é proibido ir com qualquer outra cor que desejar.

Como o meio de transporte utilizado para o passeio é aberto e o primeiro horário de saída para o safári é bem cedo, o clima vai estar bem fresquinho ou até um pouco frio, e no deslocamento acaba batendo um vento gelado, então é recomendado que vá de calça e leve um casaco. Se você é mais friorento pode levar até uma touca.

Próximo ao meio dia o clima já começa ficar bem quente, então um chapéu para se proteger do sol cai bem, de preferência um chapéu com cordinha para não sair voando no meio do trajeto te fazendo perder as melhores fotos. Outra dica é ir com uma blusa leve de manga comprida para evitar picada de mosquitos.

Para esse passeio tênis é sempre a melhor escolha de sapato devido ao conforto, pois ir de chinelo ou sandálias pode machucar o seu pé.
Outros acessórios importantes para que sua experiência com o safári seja incrível são óculos escuros, repelente, uma máquina fotográfica caso queira e um binóculo para ver em detalhes os animais.

Seu comportamento é indispensável em meio a savana. Falar alto, gritar ao ver um animal ou qualquer outro comportamento que possa assustar um bicho deve ser evitado de toda maneira. Nunca saia do carro durante o safári sem a permissão dos condutores do passeio.


Gostaria de fazer um safári e se aventurar pelo continente africano? Entre em contato conosco. 🙂