Juntamente com a chegada de diversas culturas em nosso país todo o tempo, diferentes tradições culinárias se misturaram e com o passar dos anos essas comidas passaram a fazer parte da nossa cultura também, porém com algumas adaptações. Como curiosidade separamos alguns pratos que conhecemos como “estrangeiros” mas que na verdade só existem no Brasil. 🙂

Beirute:

Beirute é um sanduíche vendido em restaurantes árabes, e que provavelmente foi influenciado pela culinária sírio-libanesa feita com pão sírio, levado para o Brasil no início do século XX pelos imigrantes do Oriente Médio. O nome beirute é uma referência à capital do Líbano, mas ao visitar a capital libanesa você não vai encontrar este sanduíche já que se trata de uma criação brasileira.

Foto: Namu.com

Parmegiana:

Bife à parmegiana, o famoso bife empanado coberto com molho de tomate e queijo não vem da cidade italiana de Parma, mas é uma criação brasileira nascida em São Paulo. Provavelmente se você visitar a Itália e procurar pelo prato não encontrará, a não ser o cardápio seja preparado por um brasileiro. Na Itália você encontrará filé à milanesa e berinjela à parmegiana. 

Foto: Uol

Sushis e Temakis Especiais: 

Uma coisa é certa, toda culinária sofre adaptações quando executada em uma região ou público diferente. Um exemplo disso é a culinária japonesa. O sushi japonês, por exemplo, tenta aliar simplicidade e requinte. Não é importante a quantidade de ingredientes e sabores que são adicionados ao prato, mas sim o equilíbrio entre eles, já o sushi brasileiro teve maior influência do sushi americano e está fortemente adaptado às condições climáticas, territoriais e culturais do nosso país. Outra curiosidade é que não existem temakerias no Japão. Os temakis do Japão são feitos com bastante simplicidade, com alga, arroz, algum vegetal, como o pepino e peixe, diferente daqui do Brasil que existem diversas adaptações. Então se visitar o Japão lembre-se, você não encontrará Temaki de salmão com cream cheese, Hot and Roll ou sushis doces feitos com morango, goiabada, ou chocolate.

Pizza

Existem apenas duas diferenças entre a tradicional pizza italiana e a pizza brasileira: a massa e o recheio, ou seja, tudo. A pizza brasileira tem uma massa mais pesada e uma infinita variedade de recheios e sabores inusitados como pizza de sushi, hot dog, coração de frango. Já na Itália a pizza é simples e a mais tradicional é como a Margherita que conhecemos, feita com massa fina e muito molho de tomate. Alguns dizem que foi criada com as cores da bandeira da Itália como forma de homenagem. Apesar de não ter sido inventada na Itália, este prato é popular por lá e extremamente diferente do que conhecemos aqui, o que não significa que a pizza italiana é melhor da brasileira, já que o Brasil tem 8ª melhor pizza do mundo. 

Comida Australiana – Outback

A Rede Outback é muito conhecida no mundo todo e conta com 800 restaurantes apenas em sua terra natal. Os Estados Unidos. Isso mesmo, a rede não é australiana, muito menos a comida que é servida por lá. Os pratos servidos por lá são uma mistura da culinária de New Orleans, Lousiana e tem influências do sul dos Estados Unidos. Então a cebola gigante empanada e frita não é encontrada no país dos cangurus, a não ser que você visite um dos 8 outbacks presentes em toda Austrália.

Foto: Metropoles

Palha Italiana

Apesar do nome, a palha italiana é um doce brasileiro, feito com brigadeiro e biscoito maisena triturado, provavelmente pode ter sido inspirada pelo Salame de Ciocolato, uma receita típica italiana feita basicamente com bolachas e chocolate também, trazida pelos imigrantes italianos para o Brasil. Como todos os pratos internacionais que chegam por aqui, ele foi personalizado e adaptado. 

Foto: Blog grand cru

Uma opinião é unânime, não existe melhor ou pior, todos são fantásticos.